O baixo

Todos nós temos nossos altos e baixos, ultimamente ando me sentindo no meu baixo. Sinto-me muito sozinha, não me sinto a vontade em lugar nenhum que não seja a minha casa. Ando perdida, pareço um passarinho voando de canto em canto em busca do meu ninho.

 Procuro sempre ser otimista, procuro que as coisas não deixem me abater. Mas às vezes parece que fica tão fácil de ser o alvo, que nem o otimismo me salva. O problema que ai vem uma série de coisinhas que te deixam pra baixo como, por exemplo, o tédio.
 Para me livrar desses maus pensamentos, pedi para minha ver alguns cursos pra mim. Mas chegou que no fim, nenhum dos cursos (vôlei) se encaixou no horário que queria. Então parti para as revistas teens. Fazia um bom tempo que não comprava uma revista teen, já fiz coleção da revista Witch. Essas semanas fui fazer compras com minha mãe, estávamos indo para o caixa quando olho as revistas, e não resisti me agarrei na revista Capricho. Sabe gostei tanto da revista, que na outra semana comprei mais duas revistas teens, Yes teen e Atrevida.
 Pelo menos uma parte do meu tempo não penso em certas coisas que me deixam pra baixo, e apenas leio o que é suficiente para pensar em outras coisas que me deixem mais pra cima.
Uma boa dica que quando você estiver se sentido no seu baixo ligue o som e coloque uma boa música, pode ser aquela que não deixa você ficar quieto. Ai você diz, baixo astral? Nem pensar!



Bjô ;)

Deixe uma resposta